Home » Fases da Vida » Escolhas alimentares na idade escolar…cuidado!

Escolhas alimentares na idade escolar…cuidado!

Hoje em dia é mais comum encontrar crianças e adolescentes obesos e, não mais um privilégio das classes mais altas, encontramos jovens acima do peso em todas as classes sociais, o mais agravante é que, infelizmente um aumento de peso nessa idade, com certeza, reflete risco grave para desenvolvimento de doenças crônicas não criança transmissíveis, na fase adulta.

Isso se deve ao aumento do consumo de alimentos industrializados, alta ingestão de açúcar e gordura, além dos altos teores de sódio. Concomitante, há redução do consumo de frutas, verduras e legumes e pouca atividade física. Os vídeos games e programas televisivos são a grande atração, passam horas e horas em jogos e programas de televisão; um grande estudo sobre o nível de atividade física dos escolares demonstrou que 75% das crianças não realizam nenhum tipo de atividade física e preferem, como lazer, a televisão (Committee on Nutrition).

Buscato, 2010, comprovou que uma dieta equilibrada, variada e colorida auxilia no funcionamento do raciocínio, melhora a saúde e favorecendo melhor qualidade de vida.

Um dado importante é que programas com ações para combate da obesidade infantil cresceram muito. Estudo realizado por Sichieri, em 2008, mostrou que, dos 64 programas que existiam com esta finalidade, somente 21% apresentava resultado significativo, o que é lamentável, seja por pouca adesão dos pais, por condutas inadequadas dos profissionais ou, até mesmo, por falta de comprometimento dos pacientes.

Em 2014, Sandoval et al, resolveu investigar as preferências alimentares das crianças e adolescentes e obteve os seguintes resultados:

  • 68% preferem o grupo dos açúcares: açúcar, bala, achocolatado, doces e chocolate;
  • 83% consomem diariamente pão francês;
  • 13% consomem cereais matinais;
  • O grupo dos leites e derivados está adequado para a idade;
  • 22% utilizam azeite, o restante utiliza óleo, devido ao custo.

Outro ponto essencial é a forma de educar as crianças, que também se modificou, afetando os padrões da infância, com influência direta na dieta e no nível de atividade física. Muitos estudos demonstram que, quanto maior o nível educacional da mãe, melhor o consumo de frutas e vegetais, porém, maior distanciamento da educação dos filhos, resultando em dificuldade no controle da ingesta de açúcares e doces.

O ideal é que, mesmo com a rotina atarefada, os pais controlem a ingestão de seus filhos, apresentando-lhes alimentos saudáveis e hábitos de vida adequados.

Fontes:

Sandoval, T.S. et al. Influência do nível socioeconômico no consumo alimentar de crianças no período escolar. Nutrição Brasil, Março / Abril 2014;13(2)

Committee on Nutrition. Prevention of Pediatric Overweight and Obesity. Pediatrics 2003;112;424

Sichieri R.S.R. Estratégias para a prevenção da obesidade em crianças e adolescentes. Cad Saúde Pública 2008;24(Supl2):S209-S234

 

 

About nutrimeu

Check Also

Foto: emagreceragoramesmo/reprodução

O que comer antes, durante e depois do treino?

Foto: janainagoston / reprodução Na maioria das vezes, a resposta é: não importa! O nosso …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *