Home » Notícias » No Esporte » Desidratação: um perigo para atletas

Desidratação: um perigo para atletas

Diante de uma triste notícia divulgada em setembro de 2015, o Portal Meu Nutricionista vem defender a correta hidratação para todos praticantes de atividade física, seja as extenuantes, ou não!

O experiente corredor, José Carlos de Andrade, 60 anos, teve parada cardíaca a 500 m de completar o percurso de 21 Km. A causa foi descoberta na necropsia: desidratação! O atleta estava sem correta orientação nutricional e, além disso, apresentou episódio de gastroenterite, agravando ainda mais seu quadro. É considerado ‘comum’ os atletas terem diarreias antes de provas,  consideradas pelo estado emocional, ansiedade.

A prova aconteceu em Natal e houve muitas suspeitas quanto à organização da prova ter sido falha, faltando pontos de hidratação no meio do percurso. Somado ao forte calor, essas seriam as causas da morte do atleta.

O estresse causado pelo calor e pelo exercício prolongado exige muito mais hidratação do organismo. O atleta chega a eliminar até mais de 2% do peso corporal nesse tipo de exercício, o que causa significativo prejuízo. Os primeiros sintomas são a fadiga, tontura, câimbras, calafrios e, em alguns casos, fortes dores de cabeça, que em algumas pessoas não acontece. É preciso entender que os sintomas são individuais, cada pessoa sente de uma forma diferente a desidratação, mas em todos os casos leva a morte do indivíduo.

Uma excelente maneira de mensurar a desidratação é pelo suor, a sudorese excessiva pode aponta desidratação grave.

A America College of Sports Medicine discursa que cada atleta deve conhecer seus limites e seu organismo, medir a quantidade de água a ser consumida durante uma prova e, a qualquer sinal ou sintoma da desidratação, deve ser considerado com seriedade, ou seja, se o atleta notar que seu desempenho não está de acordo com seus treinos, deve parar imediatamente, na maioria dos casos a rehidratação oral resolve o problema.

Beber água, aos poucos, em goles pequenos, em geral, garantirá a hidratação do seu organismo, evitando complicações. E atenção redobrada com participantes do grupo de maior risco, como idosos (acima de 60 anos) e crianças, pois apresentam maior propensão a quadros de desidratação.

 Portal Meu Nutricionista

About nutrimeu

Check Also

Foto: emagreceragoramesmo/reprodução

O que comer antes, durante e depois do treino?

Foto: janainagoston / reprodução Na maioria das vezes, a resposta é: não importa! O nosso …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *