Home » Notícias » No Esporte » Hidratação no esporte

Hidratação no esporte

Quando falamos em nos exercitar logo vem em mente aquela água bem geladinha pós esforço, nos refrewater-bottle-962934_640sca, nos hidrata e causa um conforto único, é de suma importância sabermos que a água é o maior componente que temos no nosso corpo, chegando a ocupar 70% do volume corporal total, por isso é que os nutricionistas reforçam sempre em suas orientações o consumo de água frequente, o que conseguimos consumir durante o dia é utilizado para repor  as perdas que são causadas durante o dia.

Ressaltamos que as condições climáticas ainda é o principal fator para regular a quantidade consumida, quando as temperaturas estão muito elevadas aumenta-se em consequência a necessidade do consumo da água, por isso que é muito comum ouvirmos as pessoas justificarem que em temperaturas baixas (frio) não sentem “sede”.

O nosso corpo é uma máquina perfeita, e devemos respeitar a máquina para que ela não quebre ou precise de manutenção no decorrer de nossa vida, o melhor exemplo para regular a quantidade de água é o suor, é um sinal que seu organismo precisa que você faça maior ingestão de líquidos, e o mesmo acontece quando sentimos sede, devemos respeitar e ingerir mais líquidos.

Isso é muito maximizado durante exercícios físicos, a intensidade e duração são fatores que devemos nos atentar para regular a quantidade de água que deverá ser consumida, o calor começa a ser produzido pelo seu corpo a partir do momento em que ocorre a contração muscular, o sangue é o responsável por distribuir esse calor por todo nosso corpo, possuímos um termorregulador no nosso hipotálamo que aciona os sensores térmicos iniciando uma série de ações fisiológicas, sendo o suor a principal ação.

Quando não há reposição hídrica durante os exercícios prolongados ocorre automaticamente uma queda importante de desempenho e performance, é comum o atleta desidratado ser mais suscetível a lesões, tonturas, calafrios e até desmaios, já que muitos estudos comprovam que o suor excessivo podem comprometer até 5% do peso corporal total.

Muitos autores defendem algumas ações para evitar qualquer perda de desempenho ou outra consequência, uma delas é orientar o atleta a se pesar antes e depois do treino desta forma ele poderá saber efetivamente qual a perda hídrica teve e para que possamos regular a quantidade de forma mais individualizada. O consumo de 500 ml de água 2 horas do início do treino também é muito eficiente para iniciar o exercício bem hidratado, a cada 15-20 minutos de treino devemos consumir um bom “gole” de água mantendo-se hidratado durante a execução do treino, e sempre que o treino passar 01 hora devemos consumir 600 ml por hora até o fim do treino.

Se você não sabia o que fazer agora é erguer as mangas e seguir nossas dicas, treinando melhor você com certeza irá evoluir nas planilhas, e alcançará mais rapidamente os seus objetivos.

Adriana Fanaro
Meu Nutricionista

About meunutricionista

Check Also

Foto: mundoboaforma (reprodução)

03 causas dos desconfortos gastrintestinais durante provas longas

As queixas de desconfortos gastrintestinais são muito comuns naqueles que praticam exercícios físicos principalmente aqueles …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *